As verdades sobre o passado começa com seu primeiro episódio/texto, relevando quem foi o responsável pela sobrevivência do responsável pela Segunda Guerra Mundial.

Acredito eu que todo mundo do planeta ( pelo menos quem tem acesso a internet e livros ) conhece Adolf Hitler, se não conhece, recomendo fortemente que pare de ler esse texto e procure uma escola do ensino fundamental para se matricular. Mesmo assim acho importante relembrar alguns fatos e méritos dessa pessoa tão marcante na história.

Fato number One:  Hitler veio de uma família pobre, não havia ninguém de sua linhagem que havia feito algo importante… era uma família qualquer.

Fato número Dois: Tinha uma capacidade de se expressar muito grande, ajudando a conquistar milhões de seguidores. Além de ser uma pessoa bastante estratégica e que visava completamente a melhora do seu país e não os bens pessoais (como a maioria dos políticos fazem).

Fato número Três: Teve ajuda de algo… uma pessoa… que ninguém nunca mencionou em nenhum livro, documentário ou na internet.

A partir desse ponto quero deixar claro que esse texto contém informações que não foram ditas ou retiradas de nenhum texto já escrito. Quando li o que vocês verão abaixo, senti na obrigação de compartilhar com o mundo e cá estou.

 A Descoberta

Em 1889, exatamente no dia 21 de abril, algo estranho havia acontecido na cidade Braunau am Inn, Áustria-Hungria. Um dia depois do nascimento do então bebê Adolf Hiedler (nome está correto), algumas pessoas não haviam aparecido para trabalhar… Restaurantes, hotéis, serviço público e outros estabelecimentos comerciais, empregadores se deparando com a mesma situação, um ou dois funcionários haviam faltado no mesmo dia e nenhum sinal deles. Parentes que receberam ligações para saber se estavam bem, negavam dizendo que não haviam voltando para casa no dia anterior.

No departamento de polícia da cidade, o detetive Aharon Abner (O nome de origem hebraica, significa “a vela do pai”) transcorria a operação de modo assustador. Muitos acreditavam que Abner era médium, e receberá dias antes uma mensagem que algo parecido aconteceria em sua cidade e quando chegar a hora ele não poderia falhar. Nada disso foi comprovado, pois o espiritismos não era aceito na Áustria-Hungria, mas essa informação que talvez seja crucial dependendo de sua crença, aconteceu.

Nós dias seguintes, o povo de Braunau que se aglomerava na frente da praça, indignados com o acontecido e cobrando o departamento de polícia que não havia solucionado o caso, a vistão um carro não familiarizado com a região…  Todo preto, não havia nenhuma cor diferente no carro se não o preto( que na época era moda carro com misturas de cores ), conduzia-se em uma velocidade um tanto lenta demais, como se estivesse observando toda a manifestação. O detetive Aharon, nesse momento fora do prédio, vendo a multidão do outro lado da praça, percebe esse movimento quase suspeito desse carro, já que todos os policiais estavam em alertas pelos desaparecimentos, não seria de menos suspeitar de qualquer coisa nos próximos dias….

Eis que estão o motorista do carro misterioso sai de seu veículo, o povo já não o enfatiza, mas o Abner sim. No exato momento que ele sai do carro e mostra completamente seu rosto e corpo, Aharon Abner o lembra de seu sonho e o reconhece como a figura que suas vozes pediram para impedir….

A Verdadeira Guerra

Contínua…

Relacionados

Deixe uma resposta